Central de Adubos

Uvas: Brancas e negras sem semente se valorizam no Vale

Em maio, viticultores do Vale do São Francisco (PE/BA) estavam enfrentando dificuldades na comercialização da uva negra sem semente, considerando o aumento da oferta local e a baixa demanda. No entanto, nas primeiras semanas de junho, a diminuição gradual da oferta vem impulsionando os preços na região. Na semana  de 12 a 16 de junho, a média de comercialização da negra sem semente embalada (representada principalmente pela BRS vitória) foi de R$ 9,50/kg, alta de 11,5% em relação à semana anterior.

O Vale do São Francisco exporta 50 mil toneladas de mangas para os EUA

Responsável por 87% do volume da manga exportada no país, o Vale do São Francisco vende para os Estados Unidos 50 mil toneladas anuais, ou 12 milhões de caixas, e está aprimorando os setores de produção e logística. A melhoria da qualidade e a consistência das mangas frescas destinadas aos consumidores norte-americanos foram discutidas em Petrolina – PE, durante o XIII Workshop Internacional da National Mango Board no Vale do São Francisco.

Show de Prêmios da Central de Adubos tem novo vencedor

Osvaldo José da Silva é o mais novo ganhador da promoção Show de Prêmios da Central de Adubos e levou para casa mais uma Saveiro zero-quilômetro. Cliente fiel da maior do Nordeste, ele destacou a qualidade do serviço prestado pela empresa e revelou que, graças à orientação de um dos funcionários da Central, preencheu o cupom logo após a compra e isso lhe assegurou o prêmio tão especial.

Começa colheita do algodão na Bahia; expectativa é de boa produtividade

A última semana marcou o início da colheita de algodão no oeste da Bahia. Estima-se que a região colherá cerca de 592,4 mil toneladas de pluma, em uma área cultivada de aproximadamente 309 mil hectares. Em todo o estado, a previsão é encerrar a colheita com um total de 597 mil toneladas.

Brasil exporta para Índia programa de manejo seguro de agroquímicos

O Programa IAC de Qualidade de EPI/Vestimentas Protetivas Agrícolas (Quepia) foi apresentado no 15º Congresso Internacional de Proteção de Plantas. O encontro, parte do “IUPAC” 2023, sobre química na agricultura, ocorreu na cidade indiana de Nova Delhi e reúne profissionais e empresas de todo o mundo.

Agropecuária cresce 21,6% no primeiro trimestre, maior alta desde 1996

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,9% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o último trimestre do ano passado. O resultado foi puxado, principalmente, pelo crescimento de 21,6% da agropecuária, maior alta para o setor desde o quarto trimestre de 1996. O PIB, que é a soma dos bens e serviços finais produzidos no Brasil, chegou a R$ 2,6 trilhões em valores correntes.