Central de Adubos

Cotações do tomate registram alta em todos os atacados

Nos últimos dias, atacadistas notaram uma diminuição significativa na oferta de tomates. A disponibilidade mais restrita pode ser explicada por dois principais fatores: a finalização das colheitas nas praças de Araguari (MG) e Sumaré (SP) – duas grandes produtoras da temporada de inverno – e o menor ritmo de maturação dos frutos em decorrência do tempo nublado em boa parte das regiões produtoras.

 Além disso, como houve o aumento da oferta em função da maturação mais rápida, muitos tomates foram colhidos, restando menos para a semana passada.

Assim, diante da menor quantidade de mercadoria disponível nos mercados, a semana finalizou com os preços em alta em todas as Centrais: na Ceagesp (SP), o produto foi comercializado a R$ 107,77, aumento de 34,72% em comparação à última semana; em Campinas (SP), os valores ficaram em R$ 113,33, 19,29% maior; em Belo Horizonte (MG), os preços foram de R$ 102,00, valorização de 30,56%; e, enquanto isso, no Rio de Janeiro (RJ), as cotações fecharam na média de R$ 84,23, 30,76% mais caro.

Apesar da alta, o preço mais em conta na Central do Rio de Janeiro, em comparação às demais, é reflexo da maior oferta no próprio estado. Em dezembro, a oferta tende a aumentar, com a safra de verão ganhando ritmo.

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: