Central de Adubos

Importação da cebola argentina está em baixa em 2023

Na parcial de 2023 (janeiro a abril), a entrada de cebolas importadas da Argentina foi mais baixa em relação ao mesmo período dos últimos quatro anos. O declínio na importação de bulbos fica ainda mais evidente quando se compara com os números parciais de 2021 divulgados pela Secex: os de 2023 são 50% menores em valores monetários e 45% inferiores em volume.

Por trás dessa redução nos níveis de demanda dos bulbos de fora do país, está a grande produção nacional, comercializada durante o período em que a janela de importações para a cebola argentina se abre, entre janeiro e junho. De acordo com colaboradores do Hortifrúti/Cepea, com os elevados níveis de cebolas no mercado brasileiro, outra questão que refletiu em menores importações foi o baixo valor de comercialização dos bulbos.

Devido a isso, a margem ficou menor, com alguns importadores afirmando que trazer cebola argentina para o Brasil já não é mais rentável. A tendência é que as importações se encerrem neste mês, devido ao início da comercialização de outras regiões produtoras, como Triângulo Mineiro (MG) e Cristalina (GO), que já iniciam suas safras, em ritmo lento, neste mês de maio.

Com isso, colaboradores do Hortifrúti/Cepea avaliaram este período de importação como insatisfatório, com resultados considerados ruins em comparação aos últimos anos.

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: