Central de Adubos

Fonte de cálcio e com ótima absorção, o Algen é destaque em firmeza e durabilidade do fruto

O cálcio, junto com o nitrogênio, é um nutriente exigido em grandes quantidades pela manga e participa do desenvolvimento celular da planta e dos frutos. Ele influencia na firmeza e na vida de prateleira dos frutos. Por isso, os baixos níveis de cálcio estão associados com o colapso interno.

Na cultura da uva, ele também tem papel fundamental, onde atua favorecendo a síntese de açúcares, de substâncias aromáticas dos vinhos e hidrólise do amido. O teor deste nutriente e seu fornecimento via solo na fase inicial de maturação das bagas atua contra a ocorrência de podridões, promovendo benefícios ao sabor, além de ampliar o período pós-colheita. 

Ciente disso, o podcast “Da Central para o campo” ouviu, essa semana, especialistas da Oceana Minerals, que destacaram o uso do Algen para fornecimento do cálcio nas lavouras do Vale do São Francisco. De acordo com o engenheiro agrônomo e representante técnico de vendas da marca, Bosco Farias, essa tecnologia proporciona firmeza e durabilidade aos frutos, prolongando o tempo de prateleira. 

“Quando um supermercado compra uma uva e uma manga e tem uma alta resistência de apresentação no supermercado, vai ser bom para o produtor, que vai ver uma fruta firme, consistente e, no caso do supermercado, quando ele pega essa fruta com resistência, não vai ter perdas. Ou seja, o risco de apodrecer e ter problemas enquanto está na gôndola do supermercado diminui bastante”, explicou Bosco, destacando o quanto isso é imprescindível nas safras de exportação que atravessam o oceano em direção aos mercados consumidores.

Somado a isso, na cultura da uva, o Algen torna-se uma ferramenta importante para resistir aos altos volumes de precipitações enfrentados pelos produtores este ano. “É que, além dessa firmeza pós-colheita, ele também oferece essa resistência no período da colheita. Porque, quando chove muito, chuvas acima de 80mm a 100mm, ele evita que essa baga da uva desgrane. Então, ele também dá essa firmeza, essa resistência da baga mesmo após chuvas intensas”, revelou. 

Na cultura da manga, os períodos críticos para a absorção de cálcio são durante o desenvolvimento inicial dos frutos. Para assegurar a quantidade necessária, o Algen deve ser aplicado via solo e com a recomendação geral de, tanto na uva quanto na manga, 50% da necessidade do cálcio que a planta precisa na poda e os outros 50% no início da florada. “Se a planta precisa de 500 kg de Algen, você coloca 250 kg na poda e 250 kg na pré-florada. Duas vezes por safra é o suficiente, ele supre totalmente a necessidade do cálcio e dá à planta essa firmeza do fruto, tanto da uva quanto da manga.” 

Além disso, estudos recentes estão revelando que o uso prolongado da ferramenta chega a zerar o colapso interno dos frutos na cultura da manga. “Em vários trabalhos, já vem sendo observado. Aquele produtor que faz uso contínuo do Algen chega a zerar o colapso interno do fruto, que é um problema muito sério na cultura da manga. Ou seja, a polpa da fruta fica meio mole e isso é provocado por um desequilíbrio entre o cálcio e o nitrogênio e gera esse problema do colapso interno. O Algen chega a zerar esse problema”, assegurou Bosco. 

Algen e a Central de Adubos

Parceiros há sete anos, a Oceana Minerals e a Central de Adubos fornecem aos produtores as melhores soluções com o uso adequado dessas ferramentas.  “Eu sempre digo que produto técnico precisa ser oferecido de forma técnica. Porque, assim, ele é técnico desde a sua origem até a ponta, até a comercialização e a utilização. Então, nada melhor do que empresas parceiras, com nível técnico e a equipe com toda a capacidade de entender os detalhes do produto, de uma tecnologia dessas ofertada para o produtor, transferindo a tecnologia e levando os benefícios”, reforçou Ricardo Macedo, representante de desenvolvimento de mercado da Oceana. 

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: