Central de Adubos

Embarques de manga não mostram recuperação na parcial de 2022

As exportações brasileiras de manga estão em queda na parcial de 2022 (janeiro a novembro). Segundo dados da Secex, o Brasil exportou, a todos os destinos, 189,8 mil toneladas da fruta, apresentando um forte recuo de 23% em comparação com o mesmo período do ano passado. Em receita, foram arrecadados US$ 168,6 milhões, com redução de 25% na mesma comparação. Este é o pior desempenho desde 2018 no acumulado do ano.

Especificamente, em novembro, os embarques caíram 34% em volume e 35% em receita. Segundo colaboradores do Hortifrúti/Cepea, o menor ritmo de envios deve-se aos impactos climáticos (chuva), no volume e na qualidade, bem como os preços menos atrativos no mercado internacional, principalmente, considerando o significativo aumento ocorrido no frete marítimo – diminuindo o interesse pelo segmento.

Para o mês de dezembro, os exportadores não acreditam na recuperação das exportações brasileiras, já que a oferta de mangas peruanas está aumentando na Europa, refletindo na demanda pela fruta brasileira. Além disso, com as chuvas recentes no Vale do São Francisco (PE/BA), a fruta brasileira poderá ter dificuldades em atender aos requisitos internacionais – já que pode haver aumento na incidência de antracnose, colapso e diminuição da vida útil, além de outras restrições de qualidade.

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: