Central de Adubos

Egito deve intensificar movimentação de fertilizantes pelo Paraná

Com o objetivo de estreitar os laços para aumentar a movimentação dos adubos pelos portos paranaenses, uma comitiva de exportadores de fertilizantes egípcios, representantes da maior produtora de rocha fosfática do país, visitou, na semana passada, a Portos do Paraná. O grupo foi recebido pelas equipes das diretorias de Operações e de Desenvolvimento Empresarial.

“O Egito é um importante exportador de fertilizantes para o Brasil e importador de grãos”, disse o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Junior.

Segundo ele, o estreitamento dos laços é muito interessante para criar ainda mais solidez nessa relação. “Ainda mais quando esses usuários vêm conhecer a eficiência das nossas operações”, explicou Silva Junior, que acrescentou que o Porto de Paranaguá tem grande expertise na descarga dos granéis sólidos de importação.

“Temos operadores muito qualificados e infraestrutura marítima e terrestre de primeira, além de oferecermos custos bastante competitivos”, disse.

Os portos paranaenses são as principais portas de entrada para os fertilizantes importados pelo Brasil: cerca de 27,5% de tudo o que chega de adubo do exterior. Em outubro, só uma empresa importadora aportou 11 mil toneladas de fertilizantes. Atualmente, há um navio em rota com mais 29 mil toneladas, que vai descarregar em Antonina. A meta do empreendimento é descarregar cerca de 200 mil toneladas em 2023.

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: