Central de Adubos

Comercialização de carbendazim encerra em fevereiro

A Anvisa aprovou, por unanimidade, em agosto de 2022, a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) que proíbe, em todo o país, o uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos.

A Resolução aprovada determinou a proibição do carbendazim em produtos agrotóxicos no país, definindo que essa proibição alcança todos os produtos técnicos e formulados à base desse ingrediente ativo atualmente registrados ou com pleito de registro no Brasil. Os distribuidores de insumos agropecuários podem comercializar o produto até 8 de fevereiro de 2023.

O carbendazim é um fungicida sistêmico de amplo espectro, pertencente à classe dos benzimidazóis. No Brasil, o carbendazim está entre os 20 agrotóxicos mais comercializados e tem o uso agrícola aprovado para a modalidade foliar nas culturas de algodão, cana-de-açúcar, cevada, citros, feijão, maçã, milho, soja e trigo, e para a aplicação em sementes nas culturas de algodão, arroz, feijão, milho e soja.

Atualmente, existem 41 produtos formulados e 33 produtos técnicos à base de carbendazim com registro ativo no Brasil e um total de 25 empresas detentoras de registros de produtos formulados e técnicos.

QUEM LEU ESSA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU ESTAS: